terça-feira, 19 de janeiro de 2016

UNDER MY SKIN - A nova Campanha da SISLEY Primavera/Verão 2016
















A cantora inglesa Deborah Anne Dyer, de nome artístico Skin, é o rosto da nova campanha primavera/verão 2016 da Sisley. Líder da banda rock Skunk Anansie, Skin encarna na perfeição a essência da marca italiana. 

Eis o seu testemunho:


“Admiro a coragem de uma marca como a Sisley ao escolher um personagem como eu para a sua campanha publicitária. Agradou-me muito a ideia do shooting, tem carácter. Sou uma cantora rock, o movimento e a energia são a minha essência”.

A campanha revela uma mistura de feminilidade e energia, com um toque selvagem, a que se junta uma intensidade inesperada que toca a moda e o rock. A potente carga emotiva de Skin, que transparece nas suas canções e no modo empático como enche o palco, sobressai nas fotos da campanha.
Assinadas pelo fotógrafo Federico De Angelis, as fotos reproduzem o ambiente de uma photo boot box. Um ambiente onde qualquer um é livre de exprimir as suas emoções com autenticidade e sem qualquer tipo de filtro. É uma homenagem ao retrato pré-selfie, onde prevalecem as emoções verdadeiras e a espontaneidade, aqui encarnadas por Skin e pelo modelo Reuben Ramacher, co-protagonista da campanha. Uma mistura andrógena entre Mick Jagger da fase anos 1970 e David Bowie da fase Heroes. “Nas fotos pude ser eu verdadeiramente: irónica, tonta, excêntrica, divertida. Em poucas palavras, Skin”, revela a cantora.
O estilo sexy e selvagem de Skin é feito de peças versáteis e femininas, numa fluidez de masculino/feminino. Um estilo que sempre caracterizou a moda da Sisley, contemporânea e edgy. “Sempre gostei desta fluidez de géneros... Adoro vestir-me totalmente de homem com um corte feminino como aquele modelo axadrezado que visto na foto, ou um vestido de lingerie sexy para usar com saltos altos”, afirma Skin.
Um espírito livre, original, contracorrente. Sexy, cheia de vitalidade, dinâmica e dinamítica. Só podia ser este o novo volto da Sisley para a P/V 2016: Deborah Anne Dyer, de nome artístico Skin, líder dos Skunk Anansie, uma das bandas rock favoritas dos italianos, encarna na perfeição o espírito da marca. Uma mistura pessoal e provocatória de feminilidade sexy e energia, com um toque selvagem, a que se junta uma intensidade, inesperada que toca a moda e rock, rebuscado e de vanguarda.

A campanha, assinada pelo fotógrafo Federico De Angelis, reproduz o ambiente de uma photo boot box. Um ambiente onde qualquer um é livre de exprimir as suas próprias emoções sem qualquer tipo de filtro, com autenticidade, protagonista dos seus próprios sentimentos. Uma homenagem ao retrato pré-selfie, onde prevalecem as emoções verdadeiras e a espontaneidade encarnada por Skin e pelo modelo Reuben Ramacher, co-protagonista do shooting, uma mistura andrógena entre Mick Jagger da fase anos 70 e David Bowie da fase Heroes. De resto, Skin sempre foi um personagem com uma biografia “inédita” e com uma vida vivida sem filtros, no palco ou na vida privada. A sua potente carga emotiva, que transparece nas suas canções e no modo empático como enche o palco emerge claramente nestas fotos.
O imediatismo das imagens é, na verdade, uma consequência directa deste espírito simples, como nos dá conta a cantora: “Nas fotos pude ser eu verdadeiramente: irónica, tonta, excêntrica, divertida. Em poucas palavras, Skin”.  

O estilo sexy e selvagem de Skin é feito de peças versáteis e femininas, numa fluidez de masculino/feminino que é hoje super actual. Um estilo que sempre caracterizou a moda da Sisley, contemporânea e edgy. Skin adora vestir-se de preto  - “em milhares de gradações do mais glossy ao mais esbatido” -, as “cores” que sempre caracterizaram o estilo Sisley.
 “Sempre gostei desta fluidez de géneros. Não é por acaso quem surge depois de uma série de musas como Debbie Harry dos Blondie, Patti Smith e Grace Jones. Adoro vestir-me totalmente de homem com um corte feminino como aquele modelo axadrezado que visto na foto, ou um vestido de lingerie sexy para usar com saltos altos”. 

by ANU